sábado, 26 de junho de 2010

Trabalhadores têm até a próxima quarta-feira (30) para sacar o Abono Salarial

Brasília, 24/06/2010 - O prazo para os trabalhadores que têm direito a sacar o Abono Salarial do exercício 2009/2010 se encerra na próxima quarta-feira (30). Para alertar os beneficiários que têm dinheiro a sacar um salário mínimo (R$ 510), o Ministro do Trabalho e Emprego telefonou na manhã desta quinta-feira (24) para três trabalhadores identificados e que ainda não sacaram o benefício.
Mais de 706 mil trabalhadores ainda não buscaram seu benefício. A estimativa é de que ainda sejam pagos mais de R$ 360 milhões com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).
"Muitos trabalhadores mudam de endereço e não informam, por isso não recebem o comunicado dizendo que têm direito a sacar o Abono, que é garantido por Lei. Espero que a gente consiga avisar a todas as pessoas que trabalharam em 2008 por pelo menos 30 dias, ganhando até dois salários mínimos, que têm direito a receber esse salário extra", comentou Lupi.
Paulo Agostinho de Queiroz, de Uberlândia, Minas Gerais, foi um dos trabalhadores que recebeu a ligação do ministro. "Eu sei que tenho direito ao Abono e que tenho que ir sacar, mas ainda não tive tempo. Trabalho há 10 anos na mesma firma e eles sempre avisam. Retiro todo ano. Vou na Caixa para poder pegar esse dinheiro", conta.
Já Auriluce Alves Rabelo, de Ceilândia, em Brasília, não sabia que tinha direito ao benefício. "Trabalhei sim em 2008, mas não sabia que tinha o Abono para receber. Nunca me avisaram. Vou me informar para poder sacar".
Podem receber o Abono Salarial trabalhadores cadastrados no Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Púbico (PASEP) há pelo menos cinco anos, que tenham trabalhado com carteira assinada pelo menos 30 dias do ano-base (2008) de pagamento e tenham recebido em média dois salários mínimos de remuneração mensal neste período. Além disso, tem que ser informado corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).
Para sacar o benefício, o trabalhador deve procurar uma agência da Caixa, no caso do PIS, ou Banco do Brasil, no caso do PASEP e apresentar um comprovante de inscrição do PIS/PASEP.
Redorde - O atual exercício registrou recorde no número de beneficiários, com a retirada do abono salarial já tendo sido feita por 16.229.521 pessoas, alcançado a maior taxa de cobertura do pagamento do benefício no país, 95,90%. Já foram pagos R$ 7,4 bilhões em benefícios. Entre 2001 e 2010 mais de 99 milhões de brasileiros já receberam o benefício.
"Acredito que vamos ficar perto de 99% por cento esse ano. Com a divulgação desse direito as pessoas vão procurar nessa reta final e vamos ter a maior cobertura e o maior número de benefeciários", ressaltou o ministro Carlos Lupi.
FAT - As receitas do FAT entre e janeiro e maio deste ano atingiram mais de R$ 16,5 bilhões, um aumento de 16,61% em relação ao mesmo período de 2009. A contribuição de PIS/ PASEP foi responsável por R$ 11,6 bilhões das receitas arrecadas nesses cinco meses, um aumento de 22,61% em relação ao meso período do último ano. Outras receitas arrecadaram R$ 4,9 bilhões em 2010.
As despesas do fundo, que incluem os benefícios do abono salarial e seguro-desemprego, além de outros despesas como intermediação de mão de obra e qualificação, totalizaram R$ 8,5 bilhões, um aumento de 2,28% em relação a 2009. Também foram emprestados para o BNDES R$ 4, 6 bilhões. Com isso, o fato registra um resultado positivo de R$ 3,3 bilhões em suas receitas entre janeiro e maio deste ano, um aumento de 54,88% em relação a 2009.

BAHIA OCUPA O SEGUNDO LUGAR NA LISTA DE FICHAS SUJA

A Bahia é o segundo estado com maior número de condenações de gestores públicos pelo Tribunal de Contas da União nos últimos oito anos. O Maranhão lidera a lista de políticos que podem ficar inelegíveis, com 728.
Já na Bahia há 700 ocorrências contra prefeitos, ex-prefeitos, presidentes de órgãos públicos, deputados e ex-vereadores. Na região existem políticos condenados em Itabuna, Itapitanga, Itororó, Barro Preto, Itapé.
Mais Itajuípe, Ibirapitanga, Floresta Azul, Ibicaraí, Uruçuca, entre outros municípios.
Em todo o país são 7.854 condenações a cerca de 5 mil homens públicos. A lista dos que podem se tornar inelegíveis foi entregue ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Ricardo Lewandowski.
Ele afirmou que, a partir da lista, os juízes eleitorais vão definir a inelegibilidade dos maus gestores. Nos próximos dias, o TSE vai receber as listas dos condenados pelo Tribunal de Contas dos Municípios e Tribunal de Contas dos Estados.

GOVERNO FEDERAL JÁ REPASSOU QUASE 7 MILHÕES PARA URUÇUCA EM 2010...

E EM URUÇUCA NADA SE VÊ!
Sem qualquer realização, segundo demonstra a página oficial da Prefeitura de Uruçuca, o atual desgoverno tranforma o Município numa verdadeira coalhada, onde a verba que chega do Governo Federal, perde-se, ou no máximo, serve para garantir que poucos e precários serviços públicos cheguem até a população. Segundo o Portal da Transparência, só em 2010, já foram repassados quase 7 milhões de reais para Uruçuca. Mas na cidade nada se vê, nada se faz!   
Prefeitinho pongueiro e cidade abandonada.

PREFEITO PONGUEIRO, REALIZAÇÕES: NENHUMA!

Com um prefeitinho pongueiro, que vivi buscando eventos dos Governos Federal e Estadual para aparecer, sem contudo trazer qualquer realização ou obra para a cidade, Uruçuca reflete o Governo que tem na sua página paga de internet. Uma página escrita realizações totalmente em branco. 

Dilma: continuar não é repetir, mas parar é retroceder



Continuar não é repetir, mas parar é retroceder. Com esta declaração, a candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff, assumiu para a militância do PRB o compromisso de consolidar as mudanças feitas pelo governo Lula e continuar avançando. Segundo ela, o desenvolvimento do país passa pela distribuição de renda e pela inclusão social.
“Eu tenho uma missão. É continuar esse processo. Continuar não é repetir. É seguir em frente avançando, consolidando as mudanças. Nós sabemos fazer e estamos muito mais preparados para continuar fazendo. Não podemos parar nem voltar para trás. Parar é como voltar para trás. Nós temos de avançar”, afirmou Dilma, na Convenção Nacional do PRB que formalizou hoje o apoio a sua candidatura à Presidência da República.
Para uma militância jovem, a candidata disse que, até 2014, escolas técnicas devem ser instaladas em todos os municípios com mais de 50 mil habitantes. Até o fim do ano, a meta é que 214 delas sejam criadas. “Não é o aluno que corre atrás da escola, mas a escola tem de correr atrás do aluno”, ressaltou, ao lado do vice-presidente da República, José Alencar, a quem rendeu homenagem.
Segundo Dilma, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o vice-presidente José Alencar representam “a multidão de brasileiros, que, entregues a si mesmos, lutam, persistem e conseguem”. “Acho que o José Alencar contribuiu para costurar esse imenso esforço que nosso país fez para sair de uma era de estagnação, desemprego e desigualdade. Caminhamos para um novo momento, um novo modelo de desenvolvimento que trouxe emprego, que mudou a economia e tirou da pobreza 24 milhões de brasileiros.”
A candidata do PT também lembrou a batalha de José Alencar contra o câncer, que ela também enfrentou. “O José Alencar mostrou como se enfrenta uma doença, que eu também tive, com a cabeça erguida, determinação e com a certeza de que é possível derrotá-la. Aí está ele. Em pé. E sempre trocando a desesperança pela esperança. O que fizemos no governo, ele faz na vida pessoal. É confiar naquilo que o ser humano tem de mais sagrado. A sua capacidade de mudar a realidade”, afirmou.
Em seguida, Alencar retribuiu: “Eu sei quem é Dilma Rousseff, porque trabalhei ao lado dela. E posso dizer para vocês que ela representa o que há de melhor no governo.”
Fonte: Dilmanaweb

MOTOR DE BARCO SUMIU DA PREFEITURA DE ILHÉUS

A rapinagem tomou conta de diversos setores da prefeitura de Ilhéus. O “desgoverno atual” não preza o patrimônio público.
Um motor de barco modelo B18, no valor de aproximadamente 7 mil reais, que servia à usina de asfalto, desativada na gestão de Valderico Reis, sumiu do Carandiru (prédio onde funcionam algumas secretarias). Nos últimos dias, o executivo municipal promoveu um leilão de equipamentos velhos, abandonados e sem utilização. O motor que estava na borracharia desapareceu! Detalhe: não foi leiloado.
A área é monitorada por um serviço de câmeras. Com certeza a imagem do surrupiador foi gravada.
A fita? Aí ja é outra estória!
Fonte: BogdoGusmão

sexta-feira, 25 de junho de 2010

CAIADO, DO DEM, PROPÕE ROMPER ALIANÇA COM SERRA

O deputado federal Ronaldo Caiado (DEM-GO), vice-líder da legenda na Câmara e um dos principais dirigentes demistas, acaba de declarar que vai propor o rompimento da aliança nacional com o PSDB. Caiado está irritado com a escolha do senador Álvaro Dias (PSDB-PR) para ser o candidato a vice-presidente na chapa encabeçada por José Serra (PSDB).
No dia 30 de junho, quarta-feira da semana que vem, o DEM fará sua convenção nacional em Brasília. “Sou 100% a favor de o Democratas na convenção não fazer uma aliança nacional com o PSDB”, disse Caiado há poucos minutos.
O caldo entornou um pouco mais não só porque o DEM foi preterido pelo PSDB, mas também pela forma como a notícia chegou. O clima ficou envenenado porque Caiado interpretou que os tucanos esconderam a decisão. “Na hora do jogo do Brasil [hoje, contra a seleção de Portugal], um assessor me disse que o Roberto Jefferson [deputado cassado do PTB] anunciou no Twitter que o vice do Serra seria o Álvaro Dias. Na mesma hora eu liguei para o Rodrigo Maia [deputado e presidente nacional do DEM]. O Rodrigo checou e me ligou de volta dizendo que o Sérgio Guerra [senador e presidente nacional do PSDB] havia dito para ele ficar calmo, que isso ainda não estava decidido. Ou seja, eles não tiveram coragem de nos comunicar a decisão”, relata Caiado.
“O poder do Serra de desorganizar as coisas é fora do comum. O Álvaro Dias não acrescenta nada e desagrega muito”, declara Caiado.
O deputado goiano –que foi candidato a presidente da República em 1989– está muito irritado: “Só convivo em ambientes nos quais me respeitam. Sou um político desencabrestado. Não admito esse tipo de comportamento”.
A respeito de propor não haver coligação com o PSDB, disse: “Para que ser caudatário de uma candidatura assim? Se na campanha nos tratam assim, imagine depois... Se não tiver um freio de arrumação esse PSDB jamais vai respeitar o Democratas... Não nos podem tratar como um partido satélite”.
Indagado se não seria prejudicado em Goiás, pois é candidato a mais um mandato de deputado, respondeu: “Eu não ganho votos apoiando o Serra. Eu transfiro votos pra ele”.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

CNI/Ibope aponta Dilma pela primeira vez na frente de Serra

RANIER BRAGONPesquisa Ibope encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) e divulgada na tarde desta quarta-feira aponta Dilma Rousseff (PT) pela primeira vez liderando a disputa à Presidência, com 40% das intenções de voto. José Serra (PSDB) tem 35% e Marina Silva (PV), 9%.
DE BRASÍLIA
A margem de erro é de dois pontos percentuais, para cima ou para baixo. Em um eventual segundo turno, Dilma também bate Serra por 45% a 38%, de acordo com a pesquisa.
Segundo a pesquisa, caiu de 12% para 6% os pesquisados que votam nulo ou em branco. O número dos que não responderam ou não souberam responder subiu de 8% para 10%.
Na última CNI/Ibope, em março, Serra liderava com 38% das intenções de voto, contra 33% da petista. Marina tinha 8%.
Já a última pesquisa Datafolha, de 20 e 21 de maio, apontou empate entre o tucano e a petista, com 37% das intenções de voto cada um.
Sérgio Lima/Folha Imagem
Pela primeira vez, Ibope mostra Dilma Rousseff na frente de José Serra na disputa presidencial
Mais ou menos na mesma época, os institutos Sensus e Vox Populi divulgaram pesquisas em que Dilma aparecia ligeiramente à frente, mas dentro da margem de erro, ou seja, em empate técnico. No início de junho, o Ibope também apontou empate numérico entre Dilma e Serra (37% das intenções de voto).
Serra teve nos últimos dias grande exposição na TV, com participação majoritária no programa do seu partido, no dia 17, e nos programas nacionais do DEM (27 de maio) e do PPS (10 de junho), além das propagandas veiculadas nos intervalos comerciais das emissoras, as chamadas "inserções partidárias". Seu nome foi oficializado em convenção nacional do PSDB, em Salvador, no dia 12.
Dilma também teve aparições na TV, em inserções regionais do PT. Na semana passada, ela manteve encontro no exterior com quatro lideranças europeias, eventos que tiveram cobertura da imprensa nacional. Antes, o PT a confirmou candidata em convenção realizada em Brasília, no dia 13.
Na entrevista espontânea, quando não é apresentada lista de candidatos aos entrevistados, os votos declarados a Dilma (22%) e a Lula (9%), que não é candidato, somam 31%, praticamente o dobro do declarado a Serra, que tem 16%. Marina tem 3%.
Os dados da pesquisa apontam dados favoráveis à petista também em relação à rejeição. A de Dilma caiu de 27% para 23%. A de Serra cresceu de 25% para 30%. A de Marina permaneceu estável, oscilando de 31% para 29%.
De acordo com o Ibope, foram entrevistadas 2.002 pessoas entre 19 e 21 deste mês, em 140 municípios. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número 16.292/2010.
Fonte: Folha.com

Dunga sai ganhando do Duelo com a TV Globo

Por Flávio Loureiro
Parece incrível, esta era a chamada de um antigo programa radiofônico, mas é real. Após sofrer uma forte pressão da opinião pública e publicada, ao optar na convocação da seleção por jogadores mais voluntariosos e bem comportados do que técnicos e criativos, por um esquema tático defensivo que se mostrou produtivo ao longo do desempenho da seleção sob a sua direção, estimular manifestações patritotas e nacionalistas em relação a seleção, típicas do período militar, e emitir declarações absurdas sobre fatos históricos que a humanidade repudia, como a escravidão, logo ele cuja mãe é professora de história, veio a redenção de Dunga.
Motivo: o duelo que trava com a TV Globo, após o episódio em que bateu boca com um reporter da empresa, na entrevista coletiva realizada após a boa vitória sobre a Costa do Marfim de 3 a 1.
O que se revelava mais uma grosseria do treinador com a imprensa, que sobrou também para o péssimo juiz da partida e para o craque marfinense, Didier Drogba, o que tem sido a marca do seu comportamento, desvelou-se através da Blogsfera, as chamadas redes sociais de informação (sites, blogs, twitter etc) , uma luta de poder entre o técnico da seleção e os interesses comerciais do mais poderoso grupo de comunicação do país.
A direção da Comissão Brasileira de Futebol (CBF) saiu de cena, impotente para interferir na contenda. Se por um lado é parceira comercial da TV Globo, por outro não pode criar altercação com um técnico, em meio a disputa de uma Copa do Mundo.
A despeito do juizo que se faz do trabalho e do personagem Dunga, o episódio ganhou contornos de uma disputa bíblica de David contra o Golias.
Como fica claro para o cidadão comum quem representa quem nesta contenda, ao mesmo tempo em que há uma certa antipatia em relação ao hegemonismo da TV Globo na transmissão de jogos brasileiros, que para garantir a sua programação compra os direitos de transmissão e impõe que os jogos sejam marcados em horários totalmente impróprios para o público e para os próprios jogadores, a balança acaba pendendo a favor de Dunga, o anão, o David. (segue enquete realizada pelo Uol Notícias)
Uma pena que na imprensa esportiva, inclusive entre alguns concorrentes da TV Globo, como a ESPN dos bravos José Trajano e Juca K!fouri, do sempre crítico Fernando Calazans, que também assina coluna esportiva no jornal O Globo, logo ela, uma das principais vítimas falta de relação isonômica na transmissão esportiva do país em favor da TV Globo, no tratamento do episódio se restrinja a um indisfaçável corporativismo jornalístico – “Alex Escobar (o jornalista pivô da crise), é um cara legal, tranquilo”- , às grosserias indesculpáveis do técnico da seleção brasileira e dispense uma citação discreta e de passagem sobre o que está por trás da disputa.
Mais não se iludam, o impéria vai contra-atacar, a despeito do desempenho da seleção brasileira na Copa Mundial de Futebol. Sugiro a leitura do bom, mas incompleto por não ir a fundo na interpretação das razões da contenda, artigo do jornalista Eliakim Araújo, que postamos a seguir:

Eliakim Araújo: a TV Globo é tão poderosa quanto vingativa
Ninguém morre de amores pelo Dunga. Folgado, provocador, birrento e geralmente mal educado, embora não se possa negar sua dedicação ao ofício de treinador da seleção nacional. Dunga está na berlinda nesta segunda-feira depois de sua explosão de maus modos com um repórter da Globo que falava ao telefone enquanto ele respondia perguntas de outros repórteres na coletiva de imprensa após o jogo com a Costa do Marfim.
Por Eliakim Araújo
Se Dunga é esse poço de grosseria, por outro lado é uma verdade indiscutível que boa parte dos jornalistas brasileiros se acham (é plural mesmo) acima do bem e do mal, se julgam superiores ao comum e mortal ser humano, sobretudo a garotada mais nova. Se acham donos da verdade, os sabichões. Falam o que querem de pessoas ou instituições que não dispõem de um espaço na mídia para se defender.
Esse breve perfil do jornalista brasileiro ganha novos contornos quando falamos daqueles que trabalham na Globo. Esses chegaram ao Olimpo e o crachá que usam muitas vezes abre portas proibidas aos jornalistas de outras emissoras. É comum que tenham prioridade em entrevistas e eventos. Os demais ou são preteridos ou têm que esperar até que o bambambã global termine seu trabalho.
Não só a Globo, como as demais emissoras fazem vista grossa quando seus profissionais conseguem superar a concorrência mesmo que façam uso de expedientes aéticos.
Todo mundo se lembra do que a Globo fez com Leonel Brizola. Durante seu primeiro mandato no estado do Rio de Janeiro, de 1982 a 1986, não havia um só dia em que o velho Cid Moreira, com sua grave e empostada voz, não abrisse o noticiário da cidade com a célebre frase: “A violência no Rio”. E aí vinham as estatísticas das ocorrências policiais da cidade naquele dia.
Isso era feito diariamente, um verdadeiro massacre, que resultou na derrota de Brizola na eleição presidencial de 89, por um lado. Por outro, no esvaziamento econômico do Rio com a fuga de empresas para São Paulo. A campanha do JN foi tão perfeita que até hoje muita gente desinformada de SP, ou até mesmo do Rio, prefere simplificar: “Ah, quem acabou com o Rio foi o Brizola”.
Não sabemos exatamente o que aconteceu entre Dunga e o repórter da Globo, é preciso investigar se já havia alguma animosidade entre os dois em razão de incidente anterior, é regra do bom jornalismo ouvir as duas partes. De qualquer maneira, Dunga se meteu numa encrenca daquelas. E a Globo é implacável com seus adversários.
Desde já o emprego dele está ameaçado. Se o Brasil ganhar a Copa, ele talvez se salve pelo gongo. Se perder, tá ferrado. Vai ter que procurar emprego. Mas em qualquer hipótese, será difícil sua permanência no cargo. A turma da CBF não tem peito para enfrentar o poderio econômico e político dos irmãos Marinho.
Fonte: Direto da Redação

domingo, 20 de junho de 2010